quarta-feira, agosto 16, 2017

[Resenha] Unlaced - Kristina Cook

“All Lucy Abbington wants is to get through her first London season without losing sight of her true ambition—gaining some informal training in veterinary arts so that she can retire peacefully to the countryside with her beloved horses. Instead, she’s caught up in a whirlwind of balls, marriage proposals, and ton intrigues. Worse, she finds herself irresistibly drawn to her sponsors’ maddening neighbor, Henry Ashton, the Marquess of Mandeville. The handsome, arrogant, sometimes infuriating Mandeville stokes a passionate fire within her that won’t be denied, no matter the consequence.

Deep, emotional scars secretly plague Henry, Lord Mandeville. As a result, he’s avoided romantic entanglements at all costs. Only, now he needs a wife—someone from a wealthy, powerful family to further his political aspirations. Instead, he finds himself all but obsessed with the beautiful but unconventional Lucy Abbington—a woman whose passions and wit stir desires he’d rather ignore. And yet…she might just be the one woman who can heal his wounded heart.

Lucy and Henry’s heads say no, but their hearts say yes. Will they find themselves undone by love? .”








Romance simpático.

Unlaced foi um daqueles livros que a gente encontra por acaso fuçando na Amazon.
O livro é uma agradável aventura romântica, na qual a autora conseguiu, mesmo usando os clichês do gênero, fazer algo muito além da mesmice.

Lucy Abbington é uma mocinha diferente: não é uma nobre, nem uma pobre camponesa; filha de um médico, tem o sonho de sonhar Veterinária, mesmo sabendo que este é um sonho impossível na época em que vive. Henry Ashton, o Marquês de Mandeville, é um homem ciente da sua presença na sociedade. Ele sabe que tem- deve!- se casar, porém não quer se casar “por amor”. O casamento para ele, é praticamente uma obrigação legal e o amor só serve para enfraquecer as pessoas, torná-las tolas e fracas.

Quando Henry conhece Lucy ele logo se interessa por ela; a atração é quase que imediata. O problema é ela é “apenas” a filha de um médico do interior, sem grandes posses e, principalmente, sem grandes conexões sociais. E, claro, ojeriza essa ideia de se apaixonar...

Unlaced é um romance leve e muito simpático. Os personagens são bem interessantes. Lucy realmente foi o destaque, não só pelo romance, mas principalmente a forma como ela encarava a vida, a sua paixão pela veterinária. Foi ótimo ver uma mocinha cujo maior sonho não era se apaixonar, encontrar “o homem ideal”.

Ao Contrário de Lucy, Henry já é uma personagem mais “comum” e apesar de eu ter gostado dele, não apreciei algumas atitudes dele. Atitudes essas que não pareceram condizentes com a época em que ele vivia, nem com a sua condição social.


Unlaced me lembrou muito os antigos romances de época da Nova Cultural, sem grandes dramas, mas um humor sutil e um romance delicinha.

Foi uma ótima surpresa.

Recomendo.

Baixe Grátis na Amazon!


Título Original: Unlaced
Autor: Kristina Cook
Editora: Importado
Gênero: Romance Histórico
Série: Undone by Love- Livro 1
Sub-Gênero/Assunto: Romance
Período: Regência. Londres, Inglaterra.


4/5

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

quinta-feira, agosto 03, 2017

#Lançamento Como Agarrar uma Herdeira- Julia Quinn (+ resenha)


Um dos livros mais românticos – e engraçados – de Julia Quinn, Como agarrar uma herdeira inaugura a série Agentes da Coroa.



Quando Caroline Trent é sequestrada por engano por Blake Ravenscroft, não faz o menor esforço para se libertar das garras do agente perigosamente sedutor. Afinal, está mesmo querendo escapar do casamento forçado com um homem que só se interessa pela fortuna que ela herdou.
Blake a confundiu com a famosa espiã espanhola Carlotta De Leon, e Caroline não vai se preocupar em esclarecer nada até completar 21 anos, dali a seis semanas, quando passará a controlar a própria herança milionária. Enquanto isso, é muito mais conveniente ficar escondida ao lado desse sequestrador misterioso.
A missão de Blake era levar “Carlotta” à justiça, e não se apaixonar por ela. Depois de anos de intriga e espionagem a serviço da Coroa, o coração dele ficou frio e insensível, mas essa prisioneira se prova uma verdadeira tentação que o desarma completamente.


LANÇAMENTO Previsto para: 08/08/2017


Sim! Tem mais Julia Quinn vindo por aí!
E como eu tive a sorte de já ter lido esse livro, vai AQUI o link da minha resenha. 

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

quarta-feira, agosto 02, 2017

#resultado Sorteio 8 anos do blog

E saiu a vencedora da Promoção de 8 anos do Blog!

Parabéns, LeciTeresinhaDiasRodrigues!




Envie um email, com seus dados, para sweet.lemmon@yahoo.com.br  em até 3 dias.



Obrigado a todos que participaram.

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

segunda-feira, julho 24, 2017

Promoção Dia dos Pais Literário



Oi, gente!!!


hoje começamos mais uma promoção em conjunto com os nossos blog amigos para dar aos nossos seguidores livros de presente no Dia dos Pais. 

Ah, mas você não é pai??? Tudo bem, não esquenta! Isso é só um pretexto porque a gente gosta mesmo é de ver os nossos seguidores felizes!!!

Veja as regras abaixo e participe!!!


terça-feira, julho 18, 2017

[Resenha] Boneco de Pano - Daniel Cole


“Um corpo.
Seis vítimas.

O polêmico detetive William Fawkes, conhecido como Wolf, acaba de voltar à ativa depois de meses em tratamento psicológico por conta de uma tentativa de agressão. Ansioso por um caso importante, ele acredita que está diante da grande chance de sua carreira quando Emily Baxter, sua amiga e ex-parceira de trabalho, pede a sua ajuda na investigação de um assassinato. O cadáver é composto por partes do corpo de seis pessoas, costuradas de forma a imitar um boneco de pano.

Enquanto Wolf tenta identificar as vítimas, sua ex-mulher, a repórter Andrea Hall, recebe de uma fonte anônima fotografias da cena do crime, além de uma lista com o nome de seis pessoas – e as datas em que o assassino pretende matar cada uma delas para montar o próximo boneco. O último nome na lista é o de Wolf.

Agora, para salvar a vida do amigo, Emily precisa lutar contra o tempo para descobrir o que conecta as vítimas antes que o criminoso ataque novamente. Ao mesmo tempo, a sentença de morte com data marcada desperta as memórias mais sombrias de Wolf, e o detetive teme que os assassinatos tenham mais a ver com ele – e com seu passado – do que qualquer um possa imaginar.

Com protagonistas imperfeitos, carismáticos e únicos, aliados a um ritmo veloz e uma deliciosa pitada de humor negro, Boneco de pano é o que há de mais promissor na literatura policial contemporânea.”



Instigante.
Quando eu recebi Boneco de Pano eu não sabia muito bem o que esperar; na verdade, quando se trata de romances policiais/suspenses quanto menos se souber antes de começar a leitura, melhor. Isto torna escrever a resenha ainda mais complicado.

Tudo se inicia com um julgamento.

Não, existe um “corpo”é descoberto. Um “boneco” grotesco formado pelas partes de 6 diferentes corpos.

Ligado a isso, uma lista com seis futuras vítimas. Um policial com sérios problemas psicológico. Uma jornalista em busca da “grande chance”em sua carreira.

Boneco de Pano”é uma mistura de filme policial padrão com CSI, onde a vida perturbada de seus personagens está intrinsecamente ligada à investigação. É aquele tipo de história em que tudo tem uma razão de ser, por mais desconexa que pareça.

Ao mesmo tempo em que o caso em si é instigante, bem original e prende bastante a atenção, o que vemos no decorrer da trama que o centro da história é o detetive Willian “WOLF” Fawkes. De certa maneira, tudo gira em torno dele. Wolf é aquele tipo de personagem intenso e falível mas que, não sei bem explicar o por quê, repele um pouco o leitor.

É um estranho fascínio.

Além disso, é interessante notar a crítica nem um pouco sutil a imprensa e sua “sede”de escândalos. Boneco de Pano tem uma história muito interessante, bem construída e com boas virada. Tudo se encaixa perfeitamente, exceto por um detalhe (que, confesso, me deixou na dúvida #spoiler)

Não foi o melhor romance policial que li, mas a escrita agradável e a história bem original, tornaram a leitura muito boa.

Muita ação e bons personagens.

Ah, e um final frustrante.

Recomendo.


**Livro cedido gentilmente pela Editora**


Título Original: Ragdoll
Autor: Daniel Cole
Editora: Arqueiro
Gênero: Romance Policial
Série: Detetive William-Fawkes- Livro 1
Sub-Gênero/Assunto: Serial Killer, Crime e Mistério, Suspense, Homens da Lei
Período: Atual. Londres, Inglaterra.


4/5
 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

segunda-feira, julho 10, 2017

[Resenha] Sweet - Tammara Webber

“Boyce Wynn é um cara ferido e selvagem, mas resiliente. Pearl Frank sempre foi uma garota obediente, mas agora está inquieta. Quando volta para sua cidadezinha, em crise com sua escolha profissional, Pearl tem duas certezas: Boyce é exatamente aquilo que ela deveria evitar — e tudo o que ela mais quer. 

Ele é rebelde e barulhento. Indiferente ao que as pessoas pensam dele. Intenso. Forte. Perigoso. Mas Boyce tem mais uma característica — algo que ele esconde de todos, exceto de Pearl: ele é doce.

Neste volume da série Contornos do Coração, você vai conhecer a história de dois amigos conforme eles descobrem que sempre foram mais que isso — além de rever personagens conhecidos, como Lucas e Jacqueline.”







Decepcionante.


Easy é um dos meus New Adults favoritos. Amei a história, os personagens, a forma como a autora conduziu a trama. Tudo. Até mesmo o segundo livro, Breakable, que é basicamente o primeiro o primeiro livro sob o ponto de vista de Lucas, o mocinho, eu gostei bastante. Por isso, quando fiquei sabendo de um terceiro livro da “série”, não pude deixar de ter altas expectativas.

Pois é. Expectativas. Parece que quanto mais a gente as tem, maior é a decepção.

E Sweet, pra mim, foi uma grande-e triste- decepção. O personagem principal aqui é Boyce Wynn, melhor amigo de Lucas e o livro trata da relação de amizade/paixão recolhida com Pearl Frank, uma amiga de infância, que está de volta à cidade.

Boyce é um bad boy “reformado”, filho de um pai alcoólatra e abusivo, que descobriu na mecânica uma forma de sair do mundo sem esperança em vivia. Ele não é rico nem brilhante, mas sabe o que quer. Pearl é do lado “rico”da cidade e seu primeiro ato de rebeldia é se recusar a fazer a faculdade de medicina (sonho de sua mãe).

Apesar de opostos, Boyce e Pearl encontram um no outro um porto seguro, alguém com quem podem conversar sem reservas ou recriminações.

Olha, Sweet até poderia ter sido um livro legal, simpático. Afinal, seu casal protagonista o é. Não tem nada que desabone Pearl ou Boyce, mas o problema é que tudo é MUITO chato. Parado, sem qualquer emoção. O início do livro é uma série de flashbacks sem fim que ao invés de trazerem os personagens mais próximos ao leitor, acabam cansando.
As coisas melhoram no quarto final da história, quando a autora resolve dar uma movimentada na trama. Ela se utiliza de algumas situações bem clichês, o que achei uma pena.
O que me pareceu é que, desde o início, Sweet, é uma história “perdida”, sem muita direção. Tirando os últimos capítulos, achei tudo muito cansativo e entediante. Uma pena, pois, como já disse, os primeiros livros da série são ótimos.

Não recomendaria este aqui, mas Easy e Breakable valem muito a pena.

Série:

Livro 1- Easy
Livro 2- Breakable
Livro 3- Sweet
Livro 4- Brave (ainda inédito no Brasil)




Título Original: Sweet
Autor: Tammara Webber
Editora: Verus
Gênero: New Adult
Série: Contornos do Coração- Livro 3
Sub-Gênero/Assunto: Hot, Amizade, Reencontro
Período: Atual. EUA.

2/5
 photo Thais1_zpssfusghrx.gif

sábado, julho 08, 2017

#Divulgação Tem Romance Grátis por aí!






(E aproveita e dá uma olhadinha nos outros livros da Flavia Cunha!)

 photo Thais1_zpssfusghrx.gif